• Alexandre Prandini

Como se manter na vanguarda do mercado condominial

Para especialista, síndicos e todos os envolvidos no universo dos condomínios devem ter humildade para aprender o tempo todo e se adaptar às novidades



Por Alexandre Prandini


Ao longo dos últimos dez anos, o mercado condominial passou por diversas alterações de contexto, sendo que a cada ano o que fazia sentido antes muda rapidamente. E assim, o novo torna-se obsoleto em um espaço curto de tempo.


Exemplos de mudanças que impactaram o mercado condominial


Já citei a evolução profissional do síndico na minha coluna, mas outro ótimo exemplo destas mudanças é a aceitação rapidíssima das portarias virtuais. Parafraseando meu amigo Leonardo Santos, “não falamos mais se será implementada ou não no seu condomínio, só discutimos quando”.


Outro ótimo exemplo de mudança do mercado condominial é a adesão de boletos e documentos de comunicação de forma digital. Poucos condomínios ainda trabalham com formatos físicos de comunicação. Agora são os displays, apps e e-mails que se encarregam de entregar a comunicação e a cobrança das cotas.


Comparando o mercado condominial com o da música


E uma boa associação da rapidez de mudança do segmento condominial e a necessidade de sermos contemporâneos é uma comparação ao mundo da música. São raros os artistas que conseguiram se manter relevantes por muito tempo. Muito comum surgir uma banda ou um músico que desponta com um grande sucesso, mas não se mantém.


Os grandes nomes lembrados até hoje são aqueles que se mantiveram atentos às demandas e atualizações. Elton John é um deles, pois no auge dos seus 74 anos lançou uma música com a cantora Dua Lipa, mostrando que está extremamente adaptado e antenado aos ritmos que estão em alta e à realidade No entanto, se observarmos toda a trajetória de Elton John, seu comportamento de permanecer em contato com o público, acompanhando humildemente as atualidades, sempre em conexão com novos artistas e se mostrando aberto às novas tendências, foi um dos motivos do seu sucesso.


O que fazer, então, para se manter em alta no segmento condominial?


Por isso que ler, participar de encontros ou eventos como o Conexão SíndicoNet 2022, é tão importante, não somente para síndicos como para todos que atuam no mercado condominial.


São nestes momentos que definimos a atualização do mercado, com uma visão aberta do que se faz ou não sentido, estabelecendo sempre uma postura de profissionais de vanguarda. É claro que estamos criando nosso mercado – que ainda é muito jovem como diz meu amigo Pedro Cunha –, mesmo assim, podemos ver que nossa vanguarda de 2022 é bem diferente da que tínhamos em 2015, por exemplo. Estar na vanguarda dessa evolução é um trabalho de atenção o tempo todo e de capacitação constante também , mas o mercado é rápido e tem um amplo espaço de evolução.


Porém, já não há mais espaço para o tradicional comum; hoje temos que ser tradicionalmente contemporâneos, não sei se isso existe, mas essa é a ideia e estamos sempre entendendo a demanda dos condomínios e andando um passo além. E para que possamos acompanhar essa atualização e sermos sempre profissionais capacitados, atualizados, caminhando no ritmo do mercado, temos que acordar todo dia partindo de um pressuposto: “As coisas estão mudando. Devemos nos despir de toda e qualquer soberba de que o jogo já foi entendido.”


Portanto, todos que atuam no mercado condominial têm que manter essa chama acesa o tempo todo e pontuar quais as fortalezas do que já compreendemos e entender que não é somente o que está acontecendo que é valido.


Além disso, deve-se ter humildade para tentar entender o novo e ficar aberto a novidades e um segredo que parece simples, mas que se perde durante o tempo diariamente: “A tarefa de manter a capacidade de um dinamismo analítico é a virtude mais importante além da humildade de aprender o tempo todo.”

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo